Vinho da Casa

Tempo de leitura: 1 minuto

Está aumentando em restaurantes no Brasil o conceito de “vinho da casa”, estratégia já utilizada em diversos países, especialmente na Europa.

Mas o que de fato significa o vinho da casa? O que esperar da garrafa ou taça selecionada?

O “vinho da casa” é uma definição ampla que abre margem a qualquer tática usada pelo sommelier de um restaurante. Pode ser um vinho próximo de sua maturação, uma sobra de um evento, um rótulo novo a ser testado ou algum rótulo que tenha poucas unidades em estoque e portanto não valha a pena manter na carta. Temos ainda vinícolas que produzem rótulos personalizados para os restaurantes ou grandes promoções concedidas pelos distribuidores.

De qualquer forma, o vinho da casa pode ser qualquer coisa, do pior ao melhor. 

Uma dica sempre boa é sugerir a faixa de preço que deseja investir, logo de começo. Alguns sommeliers tendem a oferecer somente vinhos caríssimos, constrangendo o cliente que naquele dia queria algo simples para acompanhar sua massa. Porque não? Ninguém deve se sentir obrigado a gastar mais do que está disposto. Eu quero o vinho da casa! 

Já a venda de vinho em taças deve receber igual atenção, principalmente no cuidado que se toma com as garrafas abertas. O vinho oxida facilmente então, se possível, peça para provar o vinho antes de aceitá-lo para garantir que não haja defeitos. Se estiver esquisito, devolva sem cerimônia.

E no final das contas, assim como confiar que o chef faz sua comida com carinho, deve haver confiança também que o sommelier te oferece a melhor opção no preço sugerido. Seja o vinho da casa ou qualquer outro vinho da carta. Nosso trabalho é ajudar o cliente a escolher o vinho que melhor harmonize com sua refeição, seu momento e seu bolso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 17 =