A solução para a ressaca?

Tempo de leitura: 1 minuto

Cientistas da Universidade de Illinois nos EUA fizeram uma descoberta recentemente que é uma notícia maravilhosa para todos nós, enófilos! Um estudo das leveduras (que funcionam basicamente como um fermento biológico que ajuda as uvas em sua promoção a status de vinho) conseguiu isolar o gene responsável pela substância que provoca a ressaca. Isso significa que elas (as leveduras) podem ser geneticamente modificadas para não produzirem essa substância responsável pelo mal estar do dia seguinte.

Essa descoberta (e possível implantação) não altera em nada as qualidades do vinho. De fato, essa alteração permite ainda que sejam selecionados os genes responsáveis pela produção do resveratrol, permitindo que suas quantidades – e benefícios – sejam aumentados nas leveduras e, consequentemente, nos vinhos.

É importante salientar, porém, que a principal causa da ressaca no dia seguinte, independente da bebida que se esteja tomando, é a desidratação do corpo. Isso significa que é importante 1- não exagerar e 2- tomar água durante a ingestão de álcool, para garantir seu bom estado no dia seguinte. Tomar vinho é uma delícia, mas não há nada de bon-vivant em acordar com aquela dor de cabeça!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 4 =