Saiba como escolher os melhores vinhos para a sua adega caseira.

Tempo de leitura: 5 minutos

 

Todo bom apaixonado por vinhos deve ter, em casa, uma adega para guardar seus melhores e favoritos rótulos. Mas, até mesmo para os mais experientes, a tarefa de escolher os melhores vinhos para guardar em casa para um grande momento, pode ser difícil. Afinal, são muitos detalhes que envolvem a escolha de uma boa garrafa para estocar em casa.

Se você está pensando em montar um espaço especial em casa para seus melhores vinhos, nós separamos algumas dicas preciosas e que você não deve deixar de considerar na hora de planejar a sua adega caseira. Confira!

Escolha um bom local de compra

Para comprar um bom vinho é preciso, antes de qualquer coisa, escolher um bom lugar para encontrá-los. Uma loja, mercado, loja online ou empório de confiança são estabelecimentos que podem lhe garantir vinhos em boa qualidade de compra e prontinhos para levar para a casa.

É claro que, mesmo chegando ao seu lugar favorito para comprar vinho, é importante também levar em consideração a qualidade visual da garrafa. Veja se ela se encontra íntegra, se o lacre da rolha não está rompido e, principalmente, se seu conteúdo aparenta estar sem nenhuma alteração. É importante também assegurar que você escolheu rótulos que estão bem armazenados, longe da exposição direta para a luz ou em locais com grande risco de trepidação.

Confira informações do rótulo

Nenhum lugar guarda mais informações sobre o vinho que você está levando para a casa do que o seu rótulo. Lá você consegue saber exatamente as características do vinho que está comprando e até mesmo a qualidade do produto que escolheu.

Alguns detalhes simples podem lhe ajudar a identificar as características de um rótulo de vinho:

  • O tipo de uva com o qual ele foi produzido;
  • Sua região e país produtor;
  • Se ele é um corte (produzido com várias uvas) ou um vinho varietal (produzido com uma única cepa);
  • Sua safra;
  • Seu tempo de maturação e envelhecimento (se é um vinho jovem, um reserva, reservado ou gran reserva).

Atente-se à ocasião em que você irá servir seus rótulos

Uma boa adega caseira conta com vinhos para todas as ocasiões, afinal, você sempre poderá hospedar jantares, almoços, brunchs, lanches da tarde, happy hours e muitos outros momentos de reunião em sua casa, certo? A escolha dos melhores vinhos para essa adega, portanto, deve levar em consideração também essas ocasiões em que a bebida será servida.

Cada tipo de evento – e seus respectivos pratos – pode exigir uma harmonização diferente. Por isso, avalie bem quais você costuma realizar em casa para poder escolher seus rótulos de armazenamento.

Avalie as premiações e pontuações da garrafa

É claro que, assim como qualquer outro ranking ou pontuação, as premiações que nomeiam e dão notas aos rótulos dos melhores vinhos são sempre motivo de muita controvérsia. O motivo para tanta discussão em torno do melhor rótulo é simples: a eleição de um melhor sabor acaba sempre, mesmo com toda a avaliação técnica, se tornando um pouco subjetiva.

De qualquer maneira, o uso de premiações e pontuações pode ser muito útil para lhe ajudar a encontrar um vinho de boa qualidade, trazendo maior segurança para o consumidor que opta em levar uma garrafa para a casa.

Por isso, se você vai optar por esse critério na hora de montar a sua adega caseira, procure sempre por premiações e pontuações como essas abaixo:

  • Robert Parker (RP);
  • Wine Spectator (WS);
  • Wine Enthusiast (WE);
  • Jancis Robinson (JR);
  • Descorchados (DS) e muitos outros.

Vale lembrar que cada avaliador segue seus próprios critérios e, por isso, um vinho pode variar muito de posição de um ranking para o outro.

Não hesite em consultar o sommelier

Boas lojas de vinho contam sempre com um sommelier à sua disposição, para lhe ajudar a encontrar o rótulo perfeito para a sua ocasião. Por isso, se você está com dificuldades de escolher um bom vinho para a sua adega e o sommelier lhe oferecer um auxílio, não hesite em escutá-lo.

Esse profissional, além de adorar ser consultado, conhece muito sobre o universo dos vinhos e pode facilitar seu caminho em busca de um rótulo que agrade seu paladar. Além disso, eles também podem lhe orientar sobre as melhores opções de rótulos dentro do valor que você pretende investir em uma garrafa.

Sempre volte para suas anotações

Um bom apaixonado por vinhos conta sempre com um bloquinho de anotações para registrar suas impressões sobre um rótulo que já provou (nem que esse registro seja feito em um aplicativo de celular próprio para essa finalidade).

Quando você vai comprar um vinho novo e se encontra perdido em meio a tantas opções, isso é sinal de que é chegada a hora de recuperar suas anotações e buscar um tipo de vinho (ou até mesmo um rótulo específico) que você gostou muito – ou então usar o mesmo registro para evitar comprar aquela garrafa que não lhe agradou tanto.

Por isso, quando for montar sua adega, nunca saia de casa sem as suas anotações sobre os vinhos que já provou!

Não tenha medo de viver novas experiências

Para quem já está explorando o universo de vinhos há algum tempo e está em busca de algo diferente, montar uma adega caseira também pode ser um ótimo motivo para viver novas experiências de sabor ao abrir uma nova garrafa.

Por isso, aproveite o momento para explorar novas uvas, blends, tipos de vinho e até regiões produtoras. Você vai ver que o vinho também é algo que pode fugir do tradicional e te surpreender positivamente!

Você usou todas essas dicas para escolher os melhores vinhos para sua adega caseira? Então que tal agora aprender a montá-la? Veja essas dicas que separamos para lhe ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *