Aprenda tudo sobre vinhos e seu vocabulário

Tempo de leitura: 7 minutos

O universo dos vinhos é apaixonante. Lá, tanto os especialistas nessa bebida, quanto os que apenas querem se divertir enquanto saboreiam uma boa taça, podem compartilhar bons momentos e aprender muito sobre cada garrafa que abrem.

Mesmo que ele tenha a intenção de ser um ambiente convidativo, o vocabulário usado para se falar de vinho pode parecer, inicialmente, um pouco desafiador para quem está dando os primeiros passos nesse mundo. Por isso, para te ajudar a se sentir menos perdido quando for conversar sobre seu vinho favorito, preparamos um glossário prático com os principais termos dessa bebida para você aprender tudo sobre vinho e seu vocabulário!

A

Acidez – É uma característica do vinho responsável por seu equilíbrio.

Açúcar residual – Açúcar que permanece na bebida após a fermentação, que não vira álcool.

Adstringência – Sensação áspera que permanece na língua e no paladar por conta de uma reação química da bebida.

Agradável – É o termo usado para classificar um vinho equilibrado em todas as suas características organolépticas.

Amplo – Classifica um vinho rico e com muitas sensações de sabor e aroma agradáveis.

Análise Sensorial – É uma análise feita com os sentidos de todas as propriedades organolépticas da bebida.

Aroma – Em termos práticos, é o cheiro do vinho.

Aromático – Um vinho feito com uvas que tem aromas característicos, que são ressaltados na fabricação da bebida.

Assemblage – Termo que classifica a mistura de uvas no processo de preparo do vinho. Também pode ser chamado de corte ou blend.

Ataque – É a primeira sensação do vinho ao entrar em contato com a boca.

Aveludado – Um vinho macio e fácil de beber. Sua textura lembra a do veludo.

B

Bagaço – É o que sobra da prensagem da uva após a retirada do líquido que vai formar o vinho.

Bago – É como se chama o grão da uva.

Barrica – Um recipiente de madeira de carvalho de formato cilíndrico, que é usado para fermentar ou amadurecer o vinho.

Batonnage – Processo de movimentação do barril onde está sendo armazenado o vinho para que possa suspender seus sedimentos, deixando a textura da bebida um pouco mais cremosa.

Blend – Assim como o termo Assemblage (ou corte), é uma palavra que classifica vinhos feitos com uma mistura de uvas.

Bodega – Um termo espanhol para a palavra vinícola.

Bouquet – É um conjunto de sensações olfativas que são adquiridas no vinho em garrafa. Tradicionalmente associado aos vinhos envelhecidos.

Brut – Termo usado para classificar espumantes com baixo teor de açúcar residual. Pode também ser chamado de seco.

C

Cápsula – O material que envolve e protege o gargalo da garrafa.

Cava – Nome dado aos espumantes espanhóis.

Cepa – Variedade da uva (Cabernet Sauvignon, Merlot, Tannat…)

Champagne – Vinhos espumantes produzidos por lei apenas na região de Champagne, na França.

Colheita tardia – Um vinho elaborado com uvas colhidas após o período tradicional de maturação. Por conta disso, são vinhos mais doces por contarem com uma alta concentração de açúcar.

Colheita – Ato de colher as uvas, que também pode ser usado para nomear o ano em que foram colhidas as uvas de um determinado rótulo.

Complexo – É um vinho com vários aromas perceptíveis.

Corpo – Sensação do vinho na boca, que preenche o espaço e lhe dá peso.

Corte – Um vinho produzido a partir de uma mistura de uvas.

Curto – É um vinho que não deixa sabor residual na boca. Tem retrogosto curto.

Cuvée – É o termo usado para classificar um vinho feito da primeira prensagem da uva e, portanto, mais leve.

D

Decantar – Deixar o vinho em uma jarra para que os sedimentos se separem da parte líquida da bebida.

Decanter – Recipiente próprio para receber o vinho que precisa decantar.

Demi-Sec – Vinhos ligeiramente doces, também chamados de meio-secos.

Desarmônico – Um vinho com algum componente gustativo ou olfativo exagerado (ácido demais, doce demais, tânico demais).

Desengace – Ato de tirar as uvas do cacho.

Denominação de Origem Controlada – Esse é um termo usado para designar as características e qualidade de vinhos que são produzidos em uma determinada região.

E

Encorpado – Termo usado para classificar um vinho com corpo e presença de boca.

Enófilo – Estudioso dos vinhos.

Enólogo – Formado em enologia. Responsável por fazer o vinho.

Enoteca – Coleção ou venda de garrafas de vinhos.

Extra Brut – Vinhos também chamados de totalmente secos, com baixa concentração de açúcar.

F

Fenóis – Os fenóis são antioxidantes naturais do vinho.

Fermentação alcoólica – Processo de fermentação do açúcar pelas leveduras para produção de álcool e gás carbônico.

Fermentação Malolática – É a transformação do ácido málico em ácido lático por bactérias, deixando o vinho com sabor mais suave agradável. É a fermentação que reduz a acidez do vinho. Mais comumente observada em vinhos brancos e capaz de conferir notas amanteigadas à bebida.

Fim de boca – Sensações finais percebidas após a deglutição do vinho.

Frisante – Vinho com características efervescentes.

Frutado – Um vinho com gosto de frutas frescas.

G

Grapa – Destilado de uva tradicionalmente feito na Itália. Conhecida popularmente como “cachaça de uva”.

I

Icewine – Um vinho feito a partir de uvas congeladas ainda na videira. São doces e servidos como bebidas de sobremesa.

L

Late Harvest – Vinho feito com colheita tardia das uvas e, portanto, mais adocicado. Também chamado de vinhos de colheita tardia.

Leve – São vinhos com pouco corpo e pouco álcool.

Licoroso – Vinhos doces ou secos, mas com alta graduação alcoólica (acima dos 16°).

M

Maceração – Esmagamento leve das uvas para liberar o mostro e fazer a extração da cor das cascas de uvas.

Macio – Vinho com teor alcoólico médio e pouca acidez.

Maduro – Um vinho que alcançou o estágio ideal de evolução, com total desenvolvimento de suas características organolépticas.

Método Champenoise – Método utilizado em Champagne de segunda fermentação na garrafa para a formação de borbulhas. É o método da produção das Champagnes.

Mosto – Líquido denso e doce que é obtido após prensagem da uva fresca e sem fermentação.

Mousse – Termo usado para nomear a espuma que se forma no copo. Também chamada de Perlage.

P

Perlage – São as bolhas dos espumantes.

Persistência – Tempo que o vinho permanece com sensação de retrogosto na boca.

Prensagem – Processo de prensa controlada das uvas para separar o sólido do líquido.

R

Redondo – Um vinho maduro e equilibrado.

Resveratrol – Um polifenol com efeito antioxidante encontrado nas cascas das uvas tintas. Faz bem para o coração.

Retrogosto – Sensação que fica na boca após saborear um vinho.

S

Seco – Um vinho com menos de 10g/L de açúcares.

Sommelier – Profissional responsável por elaborar cartas de vinhos e orientar clientes na escolha de um rótulo.

Suave – Vinho com mais de 20g/L de açúcar.

T

Taça Bordeaux – Ideal para servir vinhos mais encorpados, com bojo grande e borda fechada.

Taça Borgonha – Ideal para servir vinhos mais delicados.

Taça Flûte – Fina e comprida, ideal para servir espumantes, proseccos e frisantes.

Taça ISO – Uma taça coringa, criada para se adaptar a qualquer tipo de vinho. Ideal para degustações.

Tanino – É um componente da casca das uvas tintas, que dá a ele uma sensação de amargor que pode ser excessiva ou agradável (no caso de vinhos com taninos macios).

Terroir – Termo utilizado para classificar as características de uma região produtora de vinho (seu solo, clima e ecossistema), responsáveis pelo desenvolvimento único da bebida.

V

Varietal – Vinho produzido com uma uva predominante.

Vinho Verde – Exemplar de uma região do Noroeste de Portugal que é responsável por produzir excelentes vinhos brancos com alta acidez e frescor.

Videira – Também chamada de parreira ou vinha, é a “árvore” que produz a uva.

Vindima – Época de colheita das uvas.

Vinhedo – Conjunto de vinhas cultivadas.

Vinícola – Local onde um determinado vinho é produzido.

Vinicultura – Arte de produção de vinhos.

Vinífera – A uva que pode ser utilizada para produzir vinhos.

Vinificação – O processo de produção do vinho.

Esperamos que esse glossário ajude você a compreender e explorar melhor o mundo dos vinhos! Sentiu falta de algum termo por aqui? Conte para a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *